Ir para o conteúdo
Blogs de indústria da Microsoft

Como o Governo está se transformando com Inteligência Artificial

SERGIO ORTEGA CRUZ
Líder Global de Estratégia de Negócios para Inteligência Artificial para Governos

Inteligência Artificial para Governos

Onde quer que sua agência governamental esteja em sua jornada de transformação digital, você pode estar se perguntando como pode tirar proveito de tecnologias emergentes como a inteligência artificial (IA). Quais são as maneiras impactantes de usá-la para ajudá-lo a alcançar sua missão e a atender melhor às necessidades de quem você atende?

Para ajudá-lo a responder a essa pergunta, você pode ler o relatório do Gartner: “Onde e porquê você deve utilizar Inteligência Artificial (em inglês)”. Nele, o Gartner fornece pesquisas analisando o potencial da IA ​​em vários casos de uso horizontal e vertical.

Você também pode se inspirar, aprendendo como outras organizações do setor público estão inovando com a IA para abordar seus desafios e metas. Nesta série de três partes, compartilharemos exemplos de como as agências governamentais estão engajando cidadãos, capacitando equipes, otimizando operações e transformando serviços de maneiras nunca antes possíveis com soluções inteligentes.

Tornar a Informação mais acessível aos Cidadãos com Assistentes Digitais

Um dos maiores desafios que os governos enfrentam é acompanhar as solicitações de informações e se comunicar de forma eficiente com as pessoas que eles atendem. Então, uma das primeiras maneiras que muitas agências estão se aproveitando da IA ​​é com assistentes digitais.

Outra razão pela qual as agências governamentais costumam iniciar sua jornada de IA com assistentes digitais é porque elas são rápidas e fáceis de implementar. A maioria dos nossos clientes tem uma prova de conceito de assistente digital personalizada para seus serviços em questão de dias.

Os assistentes digitais podem fornecer aos cidadãos acesso a informações 24/7, economizando tempo das equipes do governo. Também conhecidos como chatbots, eles suportam interações de linguagem natural por meio de texto ou fala. Assim, as pessoas podem fazer uma pergunta por meio de um canal de conversação, como se estivessem falando com um agente de call center, usando a plataforma e a ferramenta de mensagens de sua escolha. Dessa forma, eles podem acessar uma agência do governo para obter suporte para consultas e tarefas comuns quando e onde for conveniente para eles.

Com um assistente digital lidando com as perguntas mais comuns, as equipes do governo podem concentrar mais tempo em um trabalho mais estratégico e satisfatório, que ajuda a promover a missão da agência.

Aumentar a prestação de serviços e apoiar suas equipes é precisamente o que o Departamento Federal de Serviços Humanos (DHS) da Austrália está fazendo, com uma enorme quantidade de assistentes digitais. Estão transformando milhões de transações que tem com os cidadãos a cada ano por meio de suas plataformas com tecnologia de inteligência artificial.

Um de seus primeiros assistentes digitais, Roxy, foi treinado para entender a legislação de bem-estar social da Austrália, para que possa fornecer conselhos sobre o que é relevante para um indivíduo e os benefícios aos quais ele ou ela pode ter direito.

Outro de seus principais projetos de inteligência artificial, projetado com inclusão e acessibilidade como princípios centrais, é uma assistente virtual on-line interativa chamada Nadia. Desenvolvida para o National Disability Insurance Scheme (NDIS), a Nadia interage com as pessoas para orientá-las através de suas opções de serviços, e também responde a perguntas usando uma interface natural de conversação. Desenvolvida com informações diretas de australianos com capacidades diferentes, a Nadia foi testada e treinada por meio de um milhão de interações e obteve um índice de aprovação de 92% dos usuários de teste.

Leia mais sobre as maneiras empolgantes com que o DHS da Austrália está aproveitando a IA nesse artigo da Microsoft e nesse artigo do IT News. Além disso, fique atento a um vídeo que mostre as formas empolgantes de transformar a prestação de serviços aos cidadãos nos próximos meses e avance seus próprios planos para aproveitar a IA com a ajuda da pesquisa do Gartner.