Homem em frente a um notebook

Ao longo do último ano, todos nós testemunhamos anos de transformação digital numa questão de meses. Uma pesquisa recente da Economist Intelligence Unit (EIU), patrocinada pela Microsoft, mostra que os entrevistados do governo foram o segundo grupo mais provável (após os serviços financeiros) a relatar o aumento do investimento na transformação digital desde o início da pandemia. À medida que os governos de todo o mundo continuam a olhar para a tecnologia e a inovação para responder aos desafios de hoje, aqui estão cinco passos (gratuitos) que os governos estão tomando para mudar amplamente a maneira como podem atingir seus objetivos econômicos, sociais e de sustentabilidade no futuro. 

Primeiro: Aproveite as fundações existentes 

Tive a sorte de trabalhar com a liderança sênior do NHS da Inglaterra no início da pandemia e o Diretor de Operações estava interessado em usar a infraestrutura que já havia sido paga. Embora a adoção de qualquer inovação precise de energia executiva e participação total da equipe; entender o que você tem, otimizar a tecnologia existente e avaliar suas lacunas atuais são os primeiros passos no caminho para entregar o governo da próxima geração. 

Segundo: Analise os seus parceiros do setor 

Todos somos testados em momentos como estes. O Satya Nadella descreveu isso muito bem em sua nota aos acionistas (clique aqui), quando disse: “À medida que seguimos nossa missão, também reconhecemos nossa enorme responsabilidade de garantir que a tecnologia que criamos beneficie a todos no planeta, inclusive o próprio planeta. Os nossos clientes veem esta necessidade urgente e estão à nossa espera – em parceria com eles – para tomar medidas. Estamos empenhados em trabalhar nos setores público e privado para promover parcerias e soluções que terão um impacto duradouro e redefinirão o que “conseguir mais” significa para o mundo.’ Além disso, os governos devem continuar a exigir compromisso de todos nós no setor de tecnologia para colocar as pessoas em primeiro lugar e trabalhar em conjunto para impulsionar uma sociedade inclusiva, conectada e empoderada. 

Terceiro: Foco nos resultados pretendidos para os cidadãos 

Um dos CEOs do governo do Reino Unido com quem trabalhei descreveu a pandemia, logo no início, como um desafio e uma chance. Uma chance de considerar se os resultados e produtos finais que os governos fornecem às pessoas representavam a melhor maneira de fornecer esse serviço e suporte. Ou, se era apenas dessa maneira porque não havia um catalisador para a mudança? A tecnologia será sempre importante, mas apenas como um capacitador da experiência de um cidadão. Por exemplo, o velho sistema de trazer pessoas doentes para a sala de espera de um médico para compartilhar sua doença não diagnosticada com uma sala cheia de estranhos. Em retrospectiva, isso pode fazer menos sentido do que se pensava. 

Quarto: Mantenha-se ágil 

O futuro envolverá um ambiente de trabalho híbrido que pode ser um movimento em constante evolução. Projetar inovação e agilidade em planos e pilotos agora será importante no futuro. A mesma pesquisa da EIU mostrou que os entrevistados do governo tinham níveis de interesse acima da média em inteligência artificial, machine learning e automação, bem como big data e análise. Os governos podem desempenhar um papel de liderança na formação de como essas tecnologias em evolução serão usadas e gerenciadas com segurança no futuro, mas eles devem começar a pensar agora sobre os resultados como resiliência, sustentabilidade, acessibilidade e segurança que desejam que essas tecnologias ofereçam. 

Quinto: Molde sua rede do setor privado 

O futuro trará oportunidades, mudanças e desafios, diferentemente de tudo o que vimos antes. Não há limite para o que a tecnologia pode permitir e capacitar as pessoas a fazer. McKinsey e outros têm transmitido o conceito de um Acordo de Paris para a Tecnologia que seria muito interessante. A democratização da tecnologia e a forma como o setor privado e público podem trabalhar juntos para resolver os maiores problemas da sociedade estão no topo da nossa agenda na Microsoft e faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para incentivar a parceria entre todas as nossas redes. 

Clique aqui e obtenha mais informações sobre o Microsoft for Government e leia a pesquisa completa do Economist aqui.