Ir para o conteúdo
Blogs de indústria da Microsoft

Mulher em pé em frente a uma prateleira de papéis e olhando para um computador

O comércio digital tem se mostrado uma tendência que veio para ficar e com muito potencial de crescimento. Esta nova forma de comprar está gerando uma transformação nas metas de negócio e nos processos dos varejistas. 

As tecnologias omnichannel serão fundamentais na consolidação do relacionamento com os consumidores, pois hoje eles buscam experiências simples e fluidas entre ambientes físicos e virtuais. 

No novo contexto de mudanças aceleradas, o local de trabalho moderno deve se adaptar e empoderar os funcionários da linha de frente com as ferramentas e soluções certas para ajudá-los a oferecer uma melhor experiência ao cliente. 

Dentre todo o pessoal, os trabalhadores da linha de frente têm um papel de grande relevância nesse novo cenário. Assim como no modelo tradicional, eles são o primeiro ponto de contato da empresa com os consumidores. Por isso, é necessário valorizar a formação e é ainda mais importante conectá-los com a cultura da organização, para que possam prestar um serviço satisfatório e bem-sucedido ao cliente. 

Por sua vez, os líderes do setor se deparam com o desafio e também a oportunidade de se adaptarem rapidamente a esta nova era e capacitar seus colaboradores da linha de frente para que liberem todo o seu potencial. 

A pesquisa da Microsoft “A C-suite Blueprint for Empowering Firstline Workers” (clique aqui), publicada pela Harvard Business Review, revelou que 78% dos entrevistados concordam com a afirmação “para ter sucesso no futuro, nossa organização deve conectar e capacitar os colaboradores da linha de frente com tecnologia e informação. “ 

Quando os funcionários da linha de frente estão equipados com tecnologia intuitiva, eles podem ajudar a moldar o negócio, gerar novas ideias e proporcionar uma experiência superior para o cliente. 

O que os funcionários da linha de frente precisam para fazer um bom trabalho? 

  • Acesso ao histórico e preferências do cliente para criar uma experiência satisfatória. 
  • Estoque na loja e níveis de estoque para melhorar o supply chain e as operações internas. 
  • Dispositivos móveis para agilizar seu trabalho. 
  • Sistemas e recursos corporativos para fornecer uma alternativa digital a um item que não está disponível na loja. 
  • Mais automação para liberá-los, de modo que consigam se engajar mais com os clientes. 
  • Motivação por parte da liderança. 

Como um líder do varejo pode empoderar seus colaboradores da linha de frente num contexto digital?

IMPULSORES PRIMÁRIOS 

Saiba mais sobre os principais motivadores para a criação de uma força de trabalho de linha de frente mais capacitada e conectada digitalmente, de acordo com os entrevistados da pesquisa da Microsoft A C-suite Blueprint for Empowering Firstline Workers” (clique aqui). 

SERVIÇO AO CLIENTE PRODUTORES/OPERADORES Produtividade/eficiência | 67% | 67% Compromisso/satisfação do cliente | 67% | 67% Melhoria da qualidade do produto/serviço | 62% | 43% Maior inteligência de mercado/compreensão do cliente | 59% | 61% Maior inovação | 50% | 30% Funcionário mais qualificado | 40% | 37% Compromisso/satisfação | 30% | 37% FONTE: HARVARD BUSINESS REVIEW ANALYTIC SERVICES SURVEY, JULY 2017 

Essas variáveis podem ser aprimoradas com treinamento e novas tecnologias. 

Os varejistas com visão de futuro já as adotam, permitindo que vejam resultados como o aumento das vendas por meio de uma maior compreensão do comportamento de seus clientes. Esses líderes estão criando um local de trabalho moderno onde os colaboradores da linha de frente são mais valiosos do que nunca. 

Na Microsoft, nossa missão é capacitar cada pessoa e organização do planeta para realizar mais. Nosso objetivo é criar ferramentas para preencher lacunas de tecnologia de longa data, que separam os funcionários dos dados, recursos e experiência de que precisam para fazer melhor seu trabalho. Como resultado, eles estarão melhor preparados para trazer sucesso para sua empresa e ajudá-la a estar bem-posicionada para competir no futuro.