Ir para o conteúdo
Blogs da indústria da Microsoft – Portugal

A viabilidade a longo prazo do nosso sistema atual de produção de alimentos está em risco. Segundo o Secretário da Agricultura dos Estados Unidos, será necessária tanta inovação na agricultura nos próximos 40 anos como nos 10.000 anos antereriores para conseguir alimentar a população em crescimento. Daí a importância de uma agricultura sustentável para o futuro do nosso mundo atual.

A capacidade para produzir a sustentabilidade alimentar sem prejudicar o ambiente ou ameaçar a saúde humana está a impulsionar uma revolução no setor agrícola. Pessoas entusiastas que se preocupam com o nosso ambiente, que agem contra a fome, que promovem a segurança alimentar e que promovem práticas de desenvolvimento sustentável, estão a libertar o potencial da agricultura.

Assisti recentemente em primeira mão ao trabalho fantástico que estas pessoas totalmente empenhadas estão a fazer, no Fórum Multilateral sobre Ciência, Tecnologia e Inovação das Nações Unidas que decorreu nos dias 15 e 16 de maio no âmbito dos objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Fórum STI).

Nos meus debates com os participantes na conferência, partilhei a forma como a tecnologia apoia os SDGs da ONU com exemplos da agricultura inteligente e do tratamento de água sustentável que demonstraram o real impacto, por exemplo, aumento nas colheitas e redução no consumo de água.

Setor da Agrotecnologia em forte crescimento 

A dinâmica de crescimento neste setor é evidente. Oiço todos os dias histórias de agricultores que produzem alimentos de melhor qualidade, com colheitas maiores e mais lucros.

O que está a impulsionar toda esta atividade? É fundamental ter uma gestão de culturas avançada, sobretudo porque a produção de alimentos consome um grande volume de recursos e enfrenta ameaças constantes. Estima-se que 70% da água doce do mundo é usada na agricultura, enquanto até 40% das culturas são destruídas por ervas daninhas,

doenças e insetos. Imagine como os agricultores podiam ser muito mais eficazes se conseguissem otimizar a irrigação, monitorizar os campos de produção, controlar as atividades dos roedores e proteger as culturas dos insetos e das doenças.

Graças a desenvolvimentos fantásticos na inteligência artificial e na computação cognitiva, na Internet das Coisas (IoT), nos Big Data e na análise de dados avançada, bem como na expansão do envolvimento social, a Microsoft e os nossos parceiros estão a realizar o sonho da inovação da Agrotecnologia para empresas de todas as dimensões.

Ajudar os agricultores afetados pelas alterações climáticas

A paixão para resolver os desafios da alimentação motiva colaboradores da Microsoft espalhados pelo mundo. Vejo muitos exemplos de colaboradores que incorporam o compromisso de longa data da Microsoft para com a sustentabilidade e que fazem face aos desafios ambientais recorrendo à tecnologia e à inovação.

Prashant Gupta é um Diretor Principal do departamento Cloud + Enterprise da Microsoft cuja paixão para fazer a diferença no país onde nasceu levou a Microsoft a estabelecer uma parceria com uma agência das Nações Unidas, o Instituto Internacional de Investigação de Culturas dos Trópicos Semi-Áridos (ICRISAT) e o governo de Andhra Pradesh na Índia para ajudar os produtores de amendoim a lidar com a seca.

Gupta e a sua equipa desenvolveram uma solução que utiliza a análise de dados avançada e a aprendizagem automática, a par de avanços nas tecnologias informáticas da Microsoft, para lançar um programa-piloto destinado a ajudar os agricultores afetados pelas mudanças climáticas. O programa inclui uma Aplicação de Sementeira que avisa os agricultores quando é chegado o melhor momento para semear, baseado nas condições meteorológicas, no solo e noutros indicadores.

Em junto de 2016, os dados da Aplicação de Sementeira sugeriram que os agricultores deviam adiar a sementeira em duas semanas. Os agricultores que seguiram esse conselho obtiveram colheitas médias por hectare em 30 por cento superioesr às dos agricultores que optaram por manter o plano de plantação tradicional. Os agricultores podem obter informações e atualizações sobre a sementeira através de mensagens de SMS enviadas para os telemóveis (ou smartphones) que lhes foram facultados. Para saber mais sobre esta fantástica parceria e história de sucesso inspiradora, veja este vídeo.

Reduzir o desperdício de alimentos

Dirk de Jong, Diretor de Prestação de Serviços da Microsoft nos Países Baixos, procurava a forma ideal de mostrar como o poder da análise de dados avançada podia ter um impacto ambiental. Teve a ideia de ajudar a reduzir o desperdício de alimentos na cantina da Microsoft, uma questão importante para os proprietários do restaurante, para os fornecedores e os ambientalistas. Além de reduzir significativamente os custos e os recursos necessários, a redução da quantidade de alimentos desperdiçada por dia também permitiu às empresas minimizar as suas pegadas ecológicas.

De Jong estabeleceu uma parceria com Dennis Eikelenboom, Consultor de Plataformas de Dados da Microsoft, para desenvolver uma aplicação para a Hutten Catering que  transforma dados em informações acionáveis sobre das operações diárias. Em vez de se basear em palpites, a Hutten utiliza um dashboard do Microsoft Power BI para detetar padrões e factos sobre o consumo de alimentos, como as vendas e as preferências de menu, baseados no dia da semana, a par do número previsto de visitantes e nas condições meteorológicas para obter um processo de aprovisionamento mais eficiente e um menu diário adaptado.

Prestar assistência em tempo real no terreno 

A DunavNET, parceira da Microsoft Internet of Things (IoT), proporciona uma série de vantagens aos agricultores com as suas soluções inteligentes para a agricultura denominadas agroNET. Baseado no Microsoft Azure IoT, o agroNET é um conjunto de componentes modulares e serviços de cloud prontos a utilizar concebidos para fornecer vastos conhecimentos agrícolas num formato de fácil acesso e utilização. Baseado na tecnologia Azure SQL Database, o conjunto de ferramentas agrícolas digitais combina vários anos de conhecimentos agrícolas sobre solos e plantas com sensores e gateways com capacidade para registar e analisar com precisão os dados em tempo real. A solução apresenta os dados aos agricultores sob a forma de informações práticas, por exemplo, quando irrigar as culturas, como controlar as doenças e onde combater as pragas.

Uma história de sucesso inspiradora é a de uma fábrica de açúcar na Sérvia que utiliza o conjunto de aplicações agroNET para melhorar a cultura de beterrabas açucareiras. Os sensores que medem o teor de água no solo, combinados com as previsões meteorológicas locais e os modelos de culturas, estão a ajudar a assegurar que os agricultores reguem as culturas nos momentos certos e na quantidade exatas. Os resultados? O sistema ajudou-os a aumentar as colheitas em 30% e a reduzir a utilização de água em 20%. Leia o caso prático completo aqui para saber mais sobre as soluções inteligentes para a agricultura da DunavNET.

Inovar nas culturas com a genómica 

Outra história de inovação destaca o trabalho que está a ser desenvolvido pelo investigador Nicola Bonzanni. Nicola segue as suas paixões de infância, a natureza e a tecnologia, ao aplicar os avanços na informática e na engenharia para resolver os problemas biológicos. A sua história inspiradora começa no seu trabalho de investigação na área do cancro e passa para a aplicação de técnicas semelhantes a todos os seres vivos através da metologia “research-as-a-service”, ou seja, a investigação como serviço. A sua ferramenta baseada na Web, ConBind.org, tira partido da escalabilidade a pedido do serviço Microsoft Azure Batch, que oferece aos utilizadores uma forma fácil e rápida de executar consultas bioinformáticas complexas.

Bonzanni estabeleceu uma parceria com a KeyGene, uma das empresas líderes mundiais na Biotecnologia para a Agricultura com uma paixão pela inovação nas culturas. Em conjunto, aplicam a genómica para identificar, por exemplo, as principais características, a resistência às doenças ou a duração em armazenamento, que sejam relevantes para o agricultor. Os parceiros tencionam aplicar a ferramenta ConBind à genómica das plantas e ajudar os agricultores a obterem benefícios, como a criação de plantas resistentes à seca, aumentar os rendimentos das colheitas e melhorar o valor nutritivo das suas culturas.

Além do trabalho desenvolvido com a KeyGene, o novo projeto de Nicola é uma Startup chamada ENPICOM, que conta com o apoio do programa Microsoft BizSpark, que tem como objetivo combinar a engenharia de software e as ciências da vida para criar ofertas da “Internet das Coisas Vivas”. Veja este vídeo de dois minutos sobre o trabalho de Nicola Bonzanni.

Com mais de mil cientistas e engenheiros a colaborar em laboratórios espalhados pelo mundo, a Microsoft Research trabalha na genómica há mais de uma década. É fantástico ver que os avanços nos métodos informáticos da Microsoft – essencialmente resultantes da utilização da informática em cloud do Azure para acelerar até sete vezes os principais aspetos da sequenciação genómica para os médicos poderem diagnosticar doenças raras e perigosas em 4 horas em vez de 28 horas – também poderão acelerar os progressos importantes de Bonzanni e dos seus parceiros na KeyGene na sua busca por uma produção mais eficiente de alimentos mais saudáveis.

Criar uma nova economia para as cooperativas agrícolas 

Existem por todo o lado histórias de cientistas, engenheiros e empresários no setor agrícola que trabalham incansavelmente para melhorar o mundo. No evento Microsoft Build 2017 que decorreu de 10 a 12 de Maio, Judson Althoff, Vice-Presidente executivo da Microsoft, Atividade Comercial Mundial, falou sobre como ajudámos a Land O’ Lakes com a sua transformação digital para se tornar num negócio de agricultura de alta precisão de 13 mil milhões de USD. A empresa passou de meio hectare de terras que produziam cerca de 130 alqueires de milho por meio hectare para uma produção atual de 500 alqueires por meio hectare – tudo da forma mais sustentável possível. Este tipo de inovação faz avançar a agricultura para uma nova geração.

Disse Althoff: “Quando falam com os agricultores que trabalham nas terras há várias gerações, eles dirão, ‘O meu avô trabalhou nesta quinta. Se me dissesse que um computador ou a inteligência artificial podiam aumentar as colheitas deste pedaço de terra na qual tenho trabalhado com as minhas próprias mãos toda a minha vida, tal como o meu pai e o meu avô antes de mim, nunca teria acreditado.’ No entanto, é esta a realidade dos dias de hoje. Se podemos transformar digitalmente a manteiga, podemos transformar digitalmente o seu negócio.”

A agricultura sustentável é uma área que só continuará a crescer em importância. Espero que estas histórias de sucesso e as pessoas por detrás delas sejam tão inspiradoras para si como foram para mim. À medida que a tecnologia digital continua a transformar as nossas empresas, indústrias e comunidades, a Microsoft está empenhada em oferecer às pessoas por detrás destas inovações as ferramentas para obterem melhores resultados quando tentam resolver os desafios ambientais, melhorar o bem-estar da humanidade e transformar o mundo num lugar melhor.